O BLOG do Apólogo

mais sobre mim

os mais recentes

Rir a bandeiras despregad...

...

Grécia - A coisa mais fas...

Governo da Grécia anuncia...

Jardins-de-infância "inac...

O novo fenómeno Papa Fran...

Jardim e os testículos do...

Ania Thiemann e os Alemãe...

Coligação treme. Portas c...

OCDE agrava recessão prev...

O Orçamento mais estúpido...

Corte de 5% no subsídio p...

Maioria PSD/CDS-PP aprova...

Salários em atraso dispar...

Cessar fogo na faixa de G...

Execução orçamental - As ...

Quando o solução para os ...

Empresas alemãs “congelam...

Há muito mais pobres do q...

Uma bela confusão!!! Ante...

Casa Pia não acaba e a ve...

Hamas e Israel .. E conti...

Câmara de Lisboa baixa im...

Manifestação em frente ao...

A China e a mudança de po...

Veneza inundada

Austeridade , Austeridade...

Turismo e nostalgia do co...

Novos dirigentes do Estad...

Cada um tem o que merece

guardados

tags

todas as tags

Quinta-feira, 15 de Fevereiro de 2007

tiros na noite - Timor

 

No pricípio do ano houve um amigo meu que foi para Timor, como cooperante. Ontem de manhã (noite em Timor), dia 13 de Fevereiro, recebi o seguinte SMS, enviado por ele:

"A noite passada acordei à uma,às duas e trinta e às seis horas com tiroteio. Da primeira vez pensei que alguém estava a dar com um cutelo na tábua da cozinha. Só mais atrde me lembrei que não tenho tábua.
Agora, noite de novo, soube que o tiroteio foi na rua das traseiras da minha casa. Pelo menos posso continuar a sair pala rua da frente."


Aqui transcrevo a minha resposta, também por SMS:
( a minha resposta a azul e a bordeux as notas só para o BLOG )

Nada que não me seja familiar. Talvez tenhas a sorte de que isso não dure 15 dias nem fiquem as ruas pejadas de cadáveres esse tempo todo.

(alusão aos acontecimentos em Angola, em 1975, aquando da guerra civil em Luanda e às batalhas entre o MPLA e a UNITA, em plena cidade, no meio das casas e da população civil. Estes combates duraram mais de quinze dias de forma contínua e muito intensa enchendo, literalmente, as ruas de cadáveres que não eram levados. Depois dos combates acabarem, com a vitória do MPLA, demorou vários dias - mais de uma semana - a serem recolhidos todos os cadáveres das ruas de Luanda, pelo que houve corpos em decomposição, ao ar livre, por mais de quinze ou vinte dias).

Eu, como era miúdo, levei sempre isso um pouco na desportiva e ainda hoje o recordo (com alguma nostalgia, devo dizer) quando vejo imagens de zonas de guerra, ou combates em zonas urbanas (como no Líbano ainda recentemente).

Leva isso assim, como uma experiência única que muito poucos Europeus conseguem ter. Vais descobrir, acho eu, que as notícias passam a fazer outro sentido.

Nesta prespectiva, acho-te um previlegiado. Há poucos sítios realmente interessantes no Mundo e Timor, nessa noite, foi um deles.
tags:

publicado por apólogo às 01:09

link do post | comentar | favorito
|

pesquisar

 

Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


Receba notícias nossas
Diga-nos o seu nome e endereço de e-mail:
Nome:
E-mail:
subscrever Sair

Contador

Obama's Complete Victory Speech: Obama Wins the 2012 Election

subscrever feeds