O BLOG do Apólogo

mais sobre mim

os mais recentes

Coligação treme. Portas c...

Pedro Passos Coelho avanç...

Info-site de Carlos Coelh...

Vencedores e Vencidos

O PSD ACABOU

Ribau Esteves, PSD, por f...

guardados

tags

todas as tags


Sexta-feira, 7 de Dezembro de 2012

Coligação treme. Portas concorda com Cavaco . iOnline

 

por Luís Claro, publicado em 7 Dez 2012 - 03:10 | Actualizado há 14 horas 59 minutos

 

Marques Mendes:" Vítor Gaspar decidiu tratar os portugueses como atrasados mentais"

 

 

«O ministro dos Negócios Estrangeiros, Paulo Portas, colou-se ontem às declarações do Presidente da República (PR) para defender que Portugal deve beneficiar de algumas das condições aplicadas à Grécia. “Concordo”, disse o líder do CDS, depois de Cavaco Silva ter defendido que não encontra razões para que “não seja reduzida a comissão que é cobrada a Portugal pelos empréstimos que recebeu do Fundo Europeu de Estabilidade Financeira” e “para que não seja alargado o período de reembolso dos empréstimos do Fundo de Europeu de Estabilidade Financeira”.

 

A confusão instalou-se no governo com Passos e Gaspar a recuarem na defesa de que - como disse o primeiro-ministro na entrevista à TVI - “está adquirido que tudo o que vigorar em qualquer dos programas de ajustamento deve ter uma regra de igualdade de tratamento nos restantes”.

Uns dias depois, o chefe do governo recuou e garantiu que “não queremos ter uma solução idêntica à da Grécia”.

 

O CDS é que não alinhou com as alterações nos discursos de Passos Coelho e de Vítor Gaspar e, na Assembleia da República, o deputado centrista, João Almeida, deixou logo na quarta-feira um sinal de divergência. “Portugal deve reivindicar a aplicação de regras idênticas àquelas que forem aplicadas a qualquer outro Estado que esteja sob programa de assistência”. Um dia depois, Paulo Portas, à boleia do chefe de Estado, dizia o mesmo por outras palavras: “Portugal deve evidenciar a regra segundo a qual quando há circunstâncias institucionais semelhantes se aplicam regras semelhantes”.

 

Perante as contradições sobre a posição do governo, Miguel Macedo - um dos quatro ministros que falou sobre este assunto - optou por adiar uma posição definitiva para o debate de hoje na Assembleia da República. O ministro admitiu, porém, que existe “alguma confusão” sobre a posição portuguesa.»


ler mais


iOnline

tags: , ,

publicado por apólogo às 17:58

link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 31 de Janeiro de 2009

Pedro Passos Coelho avança para a luta ...

Eu tenho vários colegas e amigos do PSD que me têm dito e repetido que a Dr.ª Manuela Ferreira Leite não chega às eleições à frente dos destinos daquele partido. É natural, porque são de Oeiras e em Oeiras os militantes do PSD são muito mais à frente, ou seja, Isaltínicos declarada ou veladamente sendo previsão correspondente aos seus desejos. Alguns dizem que o Pedro Passos Coelho avança, na altura certa.

 
O meu palpite é que a Manuela Ferreira Leite vai mesmo até às eleições, mas também depende do terrorismo do Pedro Passos Coelho. E aí está ele a dizer que vai à luta.
 
Dificilmente o facto dele avançar agora não estará relacionado, mesmo que só por simples aproveitamento,  com o facto do Eng.º José Sócrates estar sob fogo cerrado com esta questão da investigação do Freeport. Nestas circunstâncias de relativa debilidade da imagem pública do primeiro-ministro, qualquer solução parece ganhar mais credibilidade, do que noutra situação mais estável.
 
Este facto novo pode ajudar a acabar com a indecência destas notícias sem sumo, a propósito deste caso do freeport, se os jornais mudarem o foco para outro lado.

 


Passos diz que "o PSD tem de lutar para ganhar as eleições"

PAULA SÁ
NATACHA CARDOSO

 

«Estratégia.

   Adversário de Ferreira Leite quer programa eleitoral mobilizador.

Pedro Passos Coelho continua numa intensa actividade política. É capa do próximo número da Plenitude, título da Sonaecom, que veio substituir o semanário Sexta, entretanto suspenso, e que será distribuída no domingo nas grandes superfícies do grupo. Na entrevista que concede à revista, com uma tiragem de 75 mil exemplares, afirma que "o PSD tem de lutar para ganhar as eleições".
(...)
"O que se passou com a crise financeira, e o que se está a passar com a crise económica, é resultado de falhas de mercado. Mas também é resultado de falhas de regulação e do Estado." E acrescenta: "Esta é a primeira grande crise da globalização. Temos de ser mais eficientes na maneira como regulamos os nossos mercados, mas não precisamos de um socialismo estatizante."
(...)
Na segunda-feira é o entrevistado de Mário Crespo na SIC»

In Sá, P., Cardoso N., - Passos diz que "o PSD tem de lutar para ganhar as eleições" DN [on-line] Lisboa, 30-01-2009. http://dn.sapo.pt/2009/01/30/nacional/passos_que_o_tem_lutar_para_ganhar_e.html. 30-01-2009.


publicado por apólogo às 10:09

link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 26 de Maio de 2007

Info-site de Carlos Coelho

 


 

 

 

 

 

Info-site de carloscoelho

 

 

Carlos Coelho, deputado europeu do PSD renovou e actualizou o site que mantém há vários anos na Internet, o Info-site.

Esta é uma das melhores iniciativas na Internet, onde qualquer cidadão pode acompanhar vários dossiers do Parlamento Europeu, notícias, etc.

www.carloscoelho.eu


publicado por apólogo às 18:03

link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 20 de Maio de 2007

Vencedores e Vencidos

 

 


 

 

 

Quem irá ganhar a Câmara de Lisboa? O António Costa parece um bom candidato, mas o Paulo Portas vai dar muita luta porque uma vitória, para ele, é muito importante. 

 

O  Telmo Correia também é um bom candidato e a campanha vai ser feroz, contra o voto no PS (porque é o voto no governo) e contra o voto no PSD, porque causou esta  crise e é, em si mesmo, um partido em crise. Por fim, o Paulo Portas vai lembrar que o CDS já teve um bom presidente da Câmara de Lisboa (Abecassis).

 

Será eleita a Helena Roseta? Não me parece que aspire a mais. E qual será o tombo do PSD? (penso que vai ser mesmo tombo).

 

Em suma, a verdadeira oposição ao Partido Socialista, nesta campanha vai ser o CDS-PP e não o PSD. (Eu ouvi falar num partido em crise?). Está, também, dado o mote para os próximos dois anos de oposição, do PP, ao governo do Sócrates.

 

Vamos ver os resultados na Câmara de Lisboa e vai ser o próximo tema votação no Apólogo.

 

 


publicado por apólogo às 00:22

link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 15 de Maio de 2007

O PSD ACABOU

 

 


 

                       

 

Tempos conturbados estes, para o PSD. Em primeiro lugar, um primeiro-ministro que saiu para Presidente da Comissão Europeia, deixando o partido numa crise profunda e dando origem à antropofagia do seu sucessor, Pedro Santana Lopes, vergonhosamente devorado pelos seus opositores internos numa guerra intestina que conduziu a uma das maiores derrotas eleitorais de sempre. Com o caso Isaltino Morais, com Valentim Loureiro, neste intervalo, nem alguns bons resultados escondem a profunda crise que continua a grassar neste partido. Finalmente, a derrocada: o dr. Marques Mendes falha rotundamente na sua escolha pessoal para a Câmara de Lisboa que se encontra num verdadeiro caos financeiro e tem três (sim, três) eleitos do PSD constituídos arguidos, suspeitos de actos ilícitos no exercíco das funções para que foram eleitos, entre os quais o próprio Presidente da Câmara, Carmona Rodrigues.

 

Nesta tormenta bem tenta o PSD nadar levantando a cabeça o que não é fácil, como bem se vê. Já exânime tenta a salvação atirando com responsabilidades e culpas próprias para cima dos outros. Em plenário da Assembleia da República o Secretário-geral do PSD, Miguel Macedo  acusou o Partido Socialista de aliança com Isaltino Morais no concelho de Oeiras, diabolizando a aceitação de pelouros por parte dos vereadores do Partido Socialista e catalogando o presidente da sua Comissão Concelhia, Emanuel Martins, e cabeça de lista no concelho de "obscuro presidente da estrutura local".  Dr. Miguel Macedo, não confunda tudo: o dr. Isaltino Morais foi nado e criado no PSD, durante muitos anos; foi o autarca modelo do seu partido; foi também ministro num governo deste partido, cargo de onde se demitiu caído em desgraça; criou o PSD "mais à frente", em confronto com o PSD de Algés, dividindo o partido em dois e ficando ele com a parte maior! O dr. Isaltino Morais candidatou-se em Oeiras já arguido e ganhou as eleições, sendo  presidente da Câmara por escolha directa do eleitorado e com a maior oposição, em campanha, do Partido Socialista. Eu compreendo que seria melhor para o PSD Algés e para a sua raínha despeitada que o PS tivesse uma atitude negativa em relação às necessidades do concelho de Oeiras, mas os vereadores do Partido Socialista não foram eleitos para proteger ou alimentar guerras partidárias internas entre facções do (obscuro?) PSD local. Foram eleitos para servir o Concelho e as suas populações, o que estão a tentar fazer com o melhor do seu esforço e com a maior dedicação, correspondendo de forma positiva ao mandato que lhes foi confiado. Para finalizar, o meu camarada Emanuel Martins só é obscuro para si e para quem não está dentro da política no Concelho de Oeiras porque, de resto, é bem conhecido da população. Devo dizer-lhe que boa educação e respeito pelos outros é bem bonito entre pessoas adultas. Um dia destes alguém pode lembrar-se de lhe chamar obscuro secretário-geral do PSD, singelo deputado que, de quando em vez, manda umas bocas imprecisas na Assembleia da República.

 

Este texto leva-me, finalmente a outra reflexão: que espaço haverá, hoje em dia, para este PSD ainda herdado do Dr. Cavaco Silva. Que futuro terá este partido, passados os próximos seis ou dez anos de oposição, que é o que o espera. Nestas anos de profunda transformação política e social, entre incompetências de decisão, guerras intestinas, os prováveis futuros revanchismos Santanistas e a oposição, não é tempo de grandes esperanças para o Partido Social Democrata. Qualquer dia até o Partido do Paulo Portas (PPP) se poderá aproximar em score eleitoral. Deste PSD pouco sobrará, dando eventualmente lugar a um qualquer PPD-PPP ou outra coisa, mas, meus senhores, é oficial: o PSD acabou.

 

             

             publicado no Jornal de oeiras de 22 de maio de 2007

 


publicado por apólogo às 17:54

link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 28 de Fevereiro de 2005

Ribau Esteves, PSD, por falar em glosar


Notícia d' A Capital :

"O membro da Comissão Política do PSD e presidente da distrital de Aveiro, Ribau Esteves, pediu a expulsão de Pacheco Pereira na última reunião do Conselho Nacional."

Não há nada como aprender com a experiência. Depois de tantos votantes se terem voluntariamente expulso de votar no PSD, não há nada como continuar no mesmo caminho, pelo sim , pelo não. Qu'isto de ter muita gente já não está a dar. Vamos lá a isso : ele é expulsar o Pacheco Pereira ( e expulsar, também, os Blogs do Partido ), ele é expulsar o Sr. Silva, ele é expulsar a Srª Leite,não vá ela querer ser presidente disto qu'inda fica com muita gente outra vez ! Vamos nessa, qu'este Ribau é mesmo mau !

Haja Deus. Ou a notícia não tem sentido, ou sentido não tem a notícia !


publicado por apólogo às 23:00

link do post | comentar | favorito
|


pesquisar

 

Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


Receba notícias nossas
Diga-nos o seu nome e endereço de e-mail:
Nome:
E-mail:
subscrever Sair

Contador

Obama's Complete Victory Speech: Obama Wins the 2012 Election

subscrever feeds